Archive for março, 2006

114369354463779297

Sem saber o que dizer.

Sem saber o que fazer.

O que a gente pode dizer quando o inevitável acontece?

***

Eu tenho minhas crenças.
Você crê em algo semelhante, mas de um jeito diferente.

Então, me valendo da coincidência entre as datas…

Fique tranquilo. O ser humano já caminha em segurança pelo céu.

E o céu é infinito. Quando tudo começou, nós estávamos lá. Nós somos feitos de céu, enfim.

******

Força, rapaz.
Estamos todos com você.

quarta-feira, 29 / março / 2006 at 11:17 pm Deixe um comentário

Pessoas People

Tem gente que é gente e tem quem seja pessoa people.

Gente você sabe o que é: tem dois braços, duas pernas, simetria bilateral. Alguns tem cabelo na cabeça, outros no queixo.

Pessoas people são MAIS do que isso. Pessoas people tem brilho na voz. Pessoas people sabem escrever sem falhas no português ( ou inglês, ou esperanto…).

Pessoas people falam difícil. Pessoas people não usam roupas amassadas. Pessoas people não ficam com círculos de suor no sovaco. Pessoas people, aliás, não têm sovacos – têm axilas.

Pessoas people fascinam, encantam, e todos amam pessoas people, elogiam as pessoas people, fazem discursos exaltando as pessoas people.

***********

Mas sabe algo o que as pessoas people nao têm?

A liberdade de enfiar a mão na terra e sentir a areia entre os dedos.
A sensação de frescor após tomar um banho refrescante depois de um dia quente.

***********

Pessoas People não existem. Fingem existir, fingem perfeição.

***********

Eu gosto de gente. Gostando do jeito que eu sei gostar.
Devagar, depressa, depende.
Depende do que tem dentro do meu peito.

Intensamente, superficialmente, depende.
Depende do que eu vivo com as gentes.

Posso demorar anos pra gostar, posso gostar em horas.

Talvez eu goste com força durante um dia.
Talvez eu goste fraquinho durante anos.

Mas eu sei de uma coisa: que eu adoro gente.

Adoro ver gente. Falar com gente. (Falar SOBRE gente também que ninguém é de ferro.)

E eu estou tão cheia de amor, que adoro até as gentes que tentam ser pessoas-people.

Pois eu descobri uma coisa: pessoas people são gente que sofre.

E eu não quero, nunca mais, ser pessoa-people. Acabou ontem isso. Acabou quando eu olhei pra mim – e gostei do que vi.

terça-feira, 28 / março / 2006 at 1:23 am Deixe um comentário

Sensações

O vento roçando o rosto, devagar.
Os olhos fechando-se por instinto ao ver a luz do sol.
O toque do tecido sobre a pele.
O coração se livrando do peso de uma mágoa.

Saber-se humana e falível.
Perdoar-se.

Coisas boas que acontecem na nossa vida.

*****

Interessante como gritar bem alto todos os seus sentimentos escuros e ruins faz nascer dentro de você a esperança e a fé.

Sinto-me bem e tranquila.

*****

Não sou ninguém pra dar conselhos, mas eu aprendi que:

* Esconder sentimentos ruins faz mal.
* Falar sobre eles alivia…
* Falar com a pessoa certa, alivia enormemente

Obrigada, luz que brilha na treva mais escura.

Com duas frases, você salvou meu dia.
Resta seguir adiante, caindo e aprendendo de novo.

Estou me sentindo feliz. Pela primeira vez, depois de cinco ou seis meses de felicidade cronometrada, com hora e minuto marcados pra acabar, estou feliz e tranquila.

E sabe porquê?

Por ter entendido que o meu valor é meu. Só meu.

E eu posso me esforçar para aumentá-lo.

Leitores, amigos, colegas, desconhecidos…

Eu abandonei a culpa.

O gosto de estar em paz é absolutamente BOM.

Desejo o mesmo a todos, todas as pessoas do mundo. As que gostam de mim, as que nem ligam, as que não gostam, as que não conhecem.

Paz a todos. Paz.

terça-feira, 28 / março / 2006 at 1:09 am Deixe um comentário

Afrodisíaco

Já comeu algo com ovo de codorna na receita?

Já provou algo temperado com páprica?

Já tomou amendoim com guaraná?

E ostra com champanha?

Não? Nunca experimentou nenhum prato afrodisíaco?

Experimenta então Morango com Gengibre.

Mas antes, tira as crianças da frente do PC, desabotoa a camisa e chama aquela pessoa pra perto de você.

E se subir um calor…

Avisa pra mim e pro Poeta.

segunda-feira, 27 / março / 2006 at 12:59 am Deixe um comentário

observação

Muitos blogs estão acabando. Idelber, Smart Shade of Blue.

Eu não fico triste, sabe por quê?

Porque sei que daqui a um tempo, abrem outro blog com outro nome.

Tenho quatro anos de blogueira, posso dizer que isso acontece de montão.

E se não acontecer…

Fica a saudade dos bons textos.

quarta-feira, 22 / março / 2006 at 11:05 pm Deixe um comentário

Identificação

É alguém falar tudo o que você sente.

Dez vezes melhor do que você.

Bom é ver que, além de meu namorado, ele é parecido comigo; entende como eu sou.

Amor é isso, né?

Na próxima lua cheia, eu encontro meu Artista Coyote de novo.

E olha: um mês passa depressinha.

Tenho esperança.

Estou feliz.

sábado, 18 / março / 2006 at 12:59 am Deixe um comentário

Nascer e por do sol.Vinte e nove vezes.

“Quando tempo será que demora um mês pra passar?
A vida inteira de um inseto.”

E ontem eu estava de novo com o calendário que você me deu na mão.

“A folha do calendário. O trabalho pra ganhar um salário.”

E eu contei, e deu trinta dias.

E a partir de agora, a contagem é regressiva.

“Daqui a um mês, quando você voltar, a lua vai estar cheia e no mesmo lugar.”

Hoje faltam vinte e nove dias.
Eu espero sorrindo.

A Lua está cheia, hoje.

Eu só preciso vê-la diminuir e escurecer uma vez.
Quando ela recomeçar a crescer, eu crescerei também, iluminada, etérea, até explodir em luz na sexta-feira da paixão.

Boa lunação pra nós.

sexta-feira, 17 / março / 2006 at 12:31 am Deixe um comentário

Posts antigos


Feeds

Aspas da Semana

Quando o amor vos fizer sinal, segui-o; ainda que os seus caminhos sejam duros e escarpados. E quando as suas asas vos envolverem, entregai-vos; ainda que a espada escondida na sua plumagem vos possa ferir. Gibran Khalil Gibran