111585546751681731

quarta-feira, 11 / maio / 2005 at 7:16 pm Deixe um comentário

Brasília-ília. Ilha?

Quando eu vi aquele pessoal entrando no dormitório e escolhendo beliches, perguntei:

-Vocês são o pessoal de Mato Grosso?

(Caras de tédio de quem não aguenta mais dizer a mesma coisa)

-Do Sul. Do Sul.
-Ah, UFMS. Oi, eu sou a Menina-prodígio, do Amazonas. E aquele que tá entrando depois de voltar do chuveiro é o Menino-com-cara-de-Artista, do Pará. Esse é o Menino-Reservado, e aquele ali é o Amigo-Paisagem, todo mundo do Pará. Tem as meninas no outro quarto…

Menino-com-cara-de-Artista –Olha, chegou o pessoal do Mato Grosso!

-Do Sul! Do Sul!

**********************

********
Depois que todos tiraram do corpo a poeira da estrada, e eu a poeira do avião (Tinha chuveiro elétrico no alojamento! A VIDA pode ser boa!), todo mundo passou perfume e fomos pra abertura do evento. Tinha um ônibus pra levar a gente do alojamento pra UNB (uns setecentos metros, mas é bem melhor pegar ônibus que andar, né?), e o motorista do ônibus era o Seu Alan, de quem eu ainda vou ter de falar muito. Todo mundo dentro do ônibus…

Menino dos olhos lindos de Brasília -Pera aí, tá todo mundo aqui dentro do ônibus?
Amigo-Paisagem-do-Pará – Eu tô!
Casal interestadual – Nós também!
Menino-reservado do Pará – Quem não tá aqui por favor, levanta a mão!
Todo mundo – Hahahahah!
Menino-dos-olhos-lindos-de-Brasília – Quantos são?
Menino-com-cara-de-Artista- Ninguém sabe!
Menino-dos-olhos-lindos de Brasília – Fazer chamada… Amazonas?
Menina-prodígio – Eu!
Todo mundo – êêêêêêêê!
Menino-dos-olhos-lindos de Brasília – Pará?
Paraenses – ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê ê! Uma listra Branca, outra listra azul…
Menino-com-cara-de-Artista – Nada disso, eu sou Remo!
Menino-dos-olhos-lindos de Brasília – O pessoal que tinha quebrado o ônibus na estrada…Taí o povo do Mato Grosso?

Todos gritando como uma torcida de futebol – DO SUL! DO SUL! DO SUL! DO SUL!

Menino-dos-olhos-lindos-de-Brasília – Seu Alan, toca pra UNB!

*******
Chegando na UNB

Meninas de Brasília – Menina-Prodígio, tu veio! Menina-Prodígio, que saudade! Foram te buscar no aeroporto? Chegou bem? Agora tu vai continuar assinando nos teus e-mails “Beijos para todos, Beijos para o Pará” ?

Pensamento – Elas me conhecem de Cuiabá, mas eu não lembro de NENHUMA delas! Nota mental – Decorar mais nomes dessa vez.

Menina-prodígio – Vocês LÊEM os e-mails que eu mando pro grupo?

Meninas-de-Brasília – CLARO! Tu e o Menino-com-Cara-de-Artista são melhor que novela!

Menina-prodígio – Minha vida parece ficção mesmo.

Depois de receber crachá, pasta e folder, entrei na Cerimônia de Abertura.

O Hino Nacional foi cantado, e seguiu-se a abertura em si. Coisas importantes foram ditas, mas não vou falar delas aqui no blog, não hoje.

***********************

Depois da solenidade, foi servido um coffea break sem café, mas com muito suco, salgadinho e refrigerante.

Amigo-Paisagem – Olha, olha, lá vem, vamo partir pra cima!

E o garçom saía de bandeja vazia após nosso ataque coordenado.

Artista – Se minha mãe me visse com oito salgadinhhhhhhos na mão, ia me dar uma bronca…”Menino, que falta de educação!”
Eu – Mal-educado, bem alimentado! Isso aqui é o meu jantar, viu? *virando o terceiro copo de suco e procurando mais*
Artista – É mesmo, né? Não vamos precisar comprar jantar! *Capturando, com muita técnica, três coxinhas numa mão e dois risoles na outra*
Amigo-reservado – Espia, espia, lá vem mais um!
Poeta- de-Brasília – Eu tenho vergonha de vocês!
Todos – Hauhauhauhahauh (de boca e mãos cheias. )
Eu – Qual a programação cultural de hoje?
Moça do Mato Grosso do Sul – Vai ter Show da Daniela Mercury na Praça dos três poderes, pois hoje é aniversário de Brasília.

Comentários esparsos – Daniela Mercury? -Mas eu não gosto dela! – Poxa, não tem mais nada?

Menino-dos-olhos-lindos – É de graça, pois hoje é aniversário de Brasília.

Comentário geral – Tô dentro!

********************

Depois de fazer uma farra dentro do auditório, batendo fotos em poses sérias nos lugares de honra da mesa (vazia), voltamos para o alojamento. Banho (quente! A vida PODE MESMO ser boa) , trocar de roupa. Enquanto esperávamos o pessoal se aprontar, Eu e Artista fazendo acertos:

Artista – Dá uma conferida na programação! O que a gente pode enforcar?
Eu – Amanhã de manhã é palestra sobre recursos hídricos, com alguém importante do Ministério; depois, outra palestra sobre usinas hidrelétricas…Depois intervalo de almoço…depois Grupos de Trabalho, que são a parte mais importante do Evento.
Artista – Perder GT, nem pensar?
Eu – Nem pensar. Vai ser a palestra mesmo.
Artista – E como a gente faz? Eu não conheço nada daqui. Você vai perguntar pro Poeta?
Eu – (pensativa) Cara… Eu não quero que o pessoal fique sabendo que no meio do evento a gente fugiu pra…ahn…ficar junto, tu sabe.
Artista – (maliciooooooooso) Mas o pessoal vai desconfiar, tu não acha não?
Eu – (paciente) Mas sempre vai pairar aquela dúvida: rolou ou não rolou?
Artista – (sorriso)
Eu – (rubor)
Artista – Mas sim, sejamos pragmáticos, a gente foge da palestra e vai pra onde?
Eu – Chegando lá na UNB, eu entro na Internet e vejo se a Donana respondeu ao meu e-mail.
Artista – E…
Eu – Se ela respondeu, eu ligo pra ela e pergunto na lata: Donana, onde é que tem um motel beeem baratinho, padrão universitário, pra mim? E como é que eu chego lá?
Artista – Ué, porque você não pergunta pro Poeta?
Eu – (impaciente) Eu não tenho jeito de chegar com ele e perguntar onde tem um motel baratinho.
Artista – E com a Donana você tem? Tu não sabe nem o nome dela verdadeiro!
Eu – É diferente…É completamente diferente. Ela é do mesmo planeta que eu, o planeta onde as pessoas dizem blog.
Artista – E se ela não responder ao e-mail?
Eu – A gente olha na lista telefônica! Aqui no alojamento deve ter uma…A gente olha, anota os telefones, liga pro lugar e…
Artista – Pergunta qual ônibus passa na porta!
Eu – Isso! Gênio! E aproveita pra perguntar o preço…
Artista – Brasília é estranhhha. Em Belém, tem o Centro, e todo mundo sabe onde ficam esses pulg… lugarzinhhhhos.
Artista -Em Manaus também. Mas Brasília não tem Centro!
Eu – E nem ruas com nome de gente.
Artista – E nem camelô!
Eu – Se não tem nada disso, será que os motéis daqui são inacessíveis pro padrão Universitário?
Será que são só padrão Ministerial?

Moça de MS – Ei, tá todo mundo pronto, os meninos do Pará tão com uma garrafa de PET cheia de vodka! Vamos pegar o ônibus 110, pra rodoviária do Plano Piloto
Casal Interestadual – Égua, a noite promete! Hahahaha!

Ele olha pra mim e me abraça. Gargalha que nem um menino.

Artista – Eu tô completamente feliz!!!!
Eu – (idiota emocionada) Eu te amo…

*****
respostas e show da Daniela Mercury, no Próximo post…

Anúncios

Entry filed under: O que era do Blog Velho.

111533832627614791 111628627752820268

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

Aspas da Semana

Quando o amor vos fizer sinal, segui-o; ainda que os seus caminhos sejam duros e escarpados. E quando as suas asas vos envolverem, entregai-vos; ainda que a espada escondida na sua plumagem vos possa ferir. Gibran Khalil Gibran

%d blogueiros gostam disto: